Blog da Horizon

Dicas para produtores rurais terem sucesso no campo

terça-feira, Março 12, 2019

 

Quem são os pequenos e médios produtores rurais?

Produtores rurais são pessoas jurídicas ou pessoas físicas, que exploram a terra por fins econômicos ou subsistenciais. As suas atividades estão atreladas a agricultura, pecuária, silvicultura, aquicultura, extrativismo sustentável, além de atividades não-agrícolas, desde que seja respeitada a função social da terra.

Os produtores rurais podem atuar em pequenas e médias propriedades, sendo chamados assim de pequenos e médios produtores agrícolas, respectivamente.

Grande parte dos alimentos produzidos no país, seja para consumo interno ou exportação, são realizadas pelas mãos destes produtores rurais que enfrentam vários desafios no campo, como o clima, pragas e doenças e a escassez de mão de obra.

 

Produtores rurais e os desafios do campo

No Brasil, encontra-se uma expressiva parcela de produtores rurais que conduzem a sua propriedade com mão de obra familiar, por falta de colaboradores externos e especializados.

O relatório do Departamento do Agronegócio da Fiesp e da Organização das Cooperativas Brasileiras, aponta que por volta de 60% das famílias dos produtores rurais estão no segmento há mais de 30 anos.

Por isso é muito comum encontrar filhos, primos e sobrinhos destes produtores, optando por fazer uma graduação de agronomia ou agronegócio para auxiliar nas propriedades da família.

De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 6,5 milhões de jovens entre 18 e 32 anos vivem no campo, 37% destes jovens terminaram o ensino médio e 6,5% finalizaram a graduação. Ou seja, mais de 160 mil jovens que moram no campo são formados na faculdade.

Apesar deste índice, os pequenos e médios produtores rurais buscam por alternativas e estratégias que os auxiliem a ter sucesso no campo, já que uma grande parcela desses jovens decide não assumir o negócio da família.

 

Observe a seguir os 3 principais desafios encontrados pelo produtor agrícola.

Clima: O clima pode ser considerado o motivo principal das dores de cabeça de quem mora no campo, pois as oscilações climáticas de um ano para o outro interferem na produção agrícola independente no nicho.

Problemas com secas, enchentes, geadas, chuvas com granizo e até mesmo o fenômeno El Niño são consequências climáticas, que causam prejuízos aos produtores rurais todos os anos, como perda de rebanho e safra.

Pragas e Doenças: Lidar com lagartas, fungos, bactérias, vírus, ervas daninhas e outras pragas, pode ser difícil dependendo do grau e extensão que elas atingem, já que há a possibilidade de comprometer toda a produção.

Escassez de mão de obra: Encontrar mão de obra externa qualificada na agricultura pode ser um trabalho difícil, principalmente levando em consideração a cultura familiar presente no campo. O relatório do Departamento do Agronegócio da Fiesp e da Organização das Cooperativas Brasileiras aponta também que, em média, somente 28% dos filhos dos produtores rurais participam ativamente das atividades do campo.

Ou seja, mesmo que alguns decidam ingressar no ensino superior nem todos possuem interesse em assumir os negócios da família. O que expressa ainda mais a falta de profissionais qualificados na zona rural, para responsabilizar-se pelas atividades do campo.

 

4 dicas para pequenos e médios produtores terem sucesso no campo

Não basta produzir bem para ter sucesso no campo, existe uma série de condições que auxiliam no processo e ajudam a superar os principais desafios dos produtores rurais.

Como por exemplo, a medida aprovada em 31 de janeiro de 2019 que assegura recursos adicionais aos produtores rurais de pequeno e médio porte. Cerca de R$ 6 bilhões serão destinados a esses produtores com o intuito de fomentar a agricultura na safra de 2018/2019.

Os produtores rurais que conseguirem fazer bom uso e aplicarem nos investimentos certos a renda, poderão ter sucesso no campo.

Abaixo você vai encontrar 4 dicas de como produtores rurais irão conquistar o sucesso nas suas propriedades:

 

1. Planejar a sucessão do negócio

Como foi comentado, apesar de haver filhos, sobrinhos e outros familiares mais jovens dispostos a assumir responsabilidades dentro da produção agrícola, ainda há obstáculos na sucessão do negócio por falta de planejamento.

A migração da população do campo para a cidade agrava o processo de escolha, por isso para ter sucesso no campo e ter a certeza de que a propriedade continuará produzindo, tendo em vista que muitos negócios agrícolas se encerram por não ter alguém para administrá-los, é recomendado planejar o processo de sucessão.

Isto pode ser realizado por meio de doações ou cessões de cotas àqueles que demonstram interesse e habilidades (feito enquanto o proprietário estiver em vida), ou por diretrizes definidas em testamento.

 

2. Analisar o mercado interno e as possibilidades de exportação

Os pequenos e médios produtores rurais possuem um mercado forte em solo brasileiro, quase 70% do consumo de alimentos no país provém da agricultura familiar.

No entanto, os produtores rurais não podem manter os olhos fechados para as oportunidades de exportação de seus produtos. Investir em mercados de nicho, como produtos orgânicos, pode ser uma boa alternativa para se ter sucesso no campo.

Da mesma forma, destinar parte da produção ao mercado exterior pode ser extremamente vantajoso, considerando que a agricultura brasileira é prestigiada em outros países, principalmente a produção de frutas.  

 

3. Utilizar a irrigação por pivô central

Investir na irrigação por pivô central pode ser uma excelente opção para quem deseja colher melhorias diárias, pois a irrigação possibilita o planejamento no campo e traz a certeza de colheita.

Muitos dos produtores rurais de pequeno e médio porte começaram a fazer uso da irrigação a pivô e estão conquistando excelentes resultados após o investimento que trouxe mais qualidade e produtividade às culturas.

 

4. Apostar na tecnologia

A tecnologia faz parte da vida de todos os produtores rurais, por isso os pequenos e médios produtores devem apostar em tecnologias de precisão.

Quando falamos de maquinário agrícola, há diversas tecnologias que facilitam a vida do produtor, como o controle de tratores via GPS, eliminando a sobreposição no plantio e pulverizadores auto propelidos que garantem maior precisão na aplicação, economizando combustível e insumos de forma inteligente.

Os recursos tecnológicos vão ajudar esses produtores a ter maior economia de capital, maior eficiência e, consequentemente, menor perda na propriedade. A Horizon possui muitas tecnologias da John Deere para potencializar sua produção.

 

Contar com o auxílio da tecnologia, ajudará nos processos de tomada de decisão em todas as etapas da produção agrícola. A partir destas dicas os produtores rurais poderão direcionar os seus esforços para as áreas que realmente importam, todos os processos na agricultura são importantes, no entanto é preciso colocar no papel as prioridades para alcançar o sucesso no campo.

 

Fontes: Canal Rural, Icagro-FIESP, Brasil Escola

 



Share